A Universidade de Washington afirma ter conseguido alcançar o controlo da mente humana pela primeira vez através de uma conexão entre dois cérebros.

De acordo com um comunicado publicado na terça-feira pela instituição, um cientista conseguiu enviar um sinal para o cérebro de um colega através da internet, o que fez com que a mão dele se mexesse.

Com recurso a dados cerebrais e a uma forma de estimulação magnética, Rajesh Rao enviou um sinal a Andrea Stocco, situado no lado oposto do campus da universidade, o que fez com que Stocco mexesse o dedo indicador num teclado de computador.

Segundo o mesmo comunicado, os investigadores já tinham feito a mesma experiência mas entre cérebros de ratos e entre um cérebro humano e o de um rato. Pela primeira vez, diz o documento, foi feita a transmissão entre dois cérebros humanos.

«A internet era um meio para conectar computadores, agora pode ser um meio para ligar cérebros», referiu Stocco citado pelo «Seattlepi.com». «Queremos usar o conhecimento de um cérebro e transmiti-lo diretamente para outro cérebro», continuou o investigador.

A experiência consistiu numa atividade simples que fazia com que dois utilizadores, conectados pela internet, transmitissem um estímulo ao outro - distantes e sem recursos visuais ou sonoros - para que uma ação pensada num lado fosse executada no outro.

«Foi interessante observar como uma ação pensada no meu cérebro é transmitida e convertida em ação noutro cérebro», disse Rao.

Os investigadores acreditam que a tecnologia um dia poderá ser usada por alguém «cá em baixo» para ajudar um avião a aterrar no caso de o piloto ficar incapacitado ou para ajudar pessoas com deficiências a comunicar.

Matthew Bryan, Bryan Djunaedi, Joseph Wu e Alex Dadgar, em conjunto com o estudante de bioengenharia Dev Sarma, desenvolveram o código informático para o projeto.

Rao e Stocco pretendem no futuro conduzir uma experiência que possa transmitir informação mais complexa de um cérebro para o outro.

Veja o vídeo desta primeira experiência: