Mais de metade dos «hotspots» grátis de Internet sem fios no Reino Unido permite acesso não filtrado a conteúdos para adultos.

De acordo com a Sky News, pesquisadores foram a 179 cafés, restaurantes, hotéis, lojas e espaços públicos em Birmingham, Manchester e Londres e tentaram entrar em sites que são legais, mas que têm conteúdos explícitos.

A pesquisa, levada a cabo pela empresa de segurança para dispositivos móveis AdaptiveMobile, descobriu que 30% dos cafés e dos restaurantes não filtra o acesso a websites pornográficos, enquanto 20% não consegue restringir o acesso de clientes a sites de marcação de encontros sexuais. Além disso, 53% não restringe o acesso a lojas online de venda de facas e espadas, e 80% permite o acesso total a conteúdos relacionados com o tema da droga.

«Para os pais no Reino Unido, os resultados deste estudo vão ser uma surpresa desagradável», diz à Sky News o responsável pela pesquisa da AdaptiveMobile.

«Nos últimos dois anos houve duas tendências convergentes: um grande aumento de Wi-Fi grátis em locais públicos e maior acesso a smartphones, tablets e consolas com Wi-Fi, o tipo de dispositivos que uma criança pode ter», acrescenta Graeme Coffey.

«A maioria das pessoas instintivamente bloquearia conteúdos para adultos, mas o que os resultados da pesquisa mostram é que deveríamos também estar atentos a conteúdos relacionados com drogas e violência, que são igualmente nocivos, mas frequentemente negligenciados», remata.