O gigante da Internet Google apresentou, esta sexta-feira, desculpas por ter mantido durante algumas horas na sua popular página de cartografia Google Maps uma praça Adolf Hitler em Berlim.

Na quinta-feira à noite, durante algumas horas, uma das principais praças da capital alemã, a Theodor Heuss Platz, apareceu no Google Maps como Adolf Hitler Platz, o nome que teve entre 1933 e 1947.

Uma porta-voz da multinacional norte-americana, Lena Wagner, disse à agência France Presse não estar ainda em condições de explicar como se deu erro.

«Tivemos conhecimento de um nome falso e desadequado no Google Maps e corrigimo-lo imediatamente. Pedimos desculpa pelo erro», contou.

O nome do líder do regime nazi já não era visível hoje no mapa de Berlim no Google Maps e a busca por Adolf Hitler Platz direcionava o utilizador para a Theodor Heuss Platz.

A praça, no centro de uma grande rotunda, recebeu o nome de Hitler em 1933. Após o fim da II Guerra Mundial, recuperou o seu nome original - Reichskanzlerplatz - e, em 1963, recebeu o nome que tem atualmente, o do primeiro presidente da República Federal da Alemanha (RFA).

O erro da Google gerou indignação nos media e nas redes sociais alemães.

Segundo alguns jornais, o mapa da Alemanha no Google Maps já tinha sido objeto de pirataria e, numa das vezes, a Catedral de Colónia desapareceu completamente.