Um rapaz de 18 anos foi encontrado já morto pelos pais, que o haviam internado num centro de reabilitação, na cidade de Hefei, no leste da China, após diversas tentativas para lhe curar o vício que o mantinha horas a fio ligado à internet.

O caso, relatado pela estapão de televisão CCTV, coloca na ordem do dia as políticas chinesas de tentar reduzir o vício da internet entre os jovens, sendo que o país foi o primeiro a autorizar centros de tratamento para o efeito.

Segundo a CCTV, o centro de Hefei onde o jovem Li Ao foi internado e onde permaneceu, vivo, apenas dia e meio não tinha licença para funcionar. Foi encerrado, a direção e quatro monitores estão detidos sob custódia e os 20 jovens que lá estavam voltaram para as sua famílias.

Vício de morte

No caso de Li Ao, os pais confessam tudo ter tentado para o desviar da obsessão de passar horas a fio ligado à internet. Desde fazê-lo interessar pelos negócios da família, encorajá-lo a alistar-se no exército ou a passear pelo país. Nada terá surtido efeito e acabaram por internar o filho num centro de reabilitação.

Pagaram cerca de três mil euros por um programa de reabilitação com seis meses de duração, num centro que prometia um programa de "clausura, isolamento e educação especial".

Chamados à morgue

Conta o pai do rapaz que, um dia e meio após o filho ter sido internado, o casal foi chamado à escola que prometia curar as pessoas através de métodos de tratamento psicológico e treino militar. Disseram-lhes que Li Ao estava nas urgências do hospital, mas acabaram por o encontrar já na morgue, com cicatrizes por todo o corpo.

Os monitores no centro disseram-nos que o seu método de reabilitação era muito saudável. Disseram-nos que nunca batiam nos miúdos, nem tinham castigos corporais", contou o pai à CCTV, acrescentando ter encontrado o corpo "cheio de contusões nos braços e nas pernas".

As causas da morte do rapaz estão agora a ser investigadas, sabendo-se que já antes as autoridades chinesas teriam dado ordens para que o centro parasse as suas atividades.