Os Estados Unidos acusaram 5 militares chineses de pirataria informática, por alegadamente terem acedido ilegalmente a várias empresas privadas norte-americanas, naquele que é o primeiro caso de ciber-espionagem do género.

A acusação adianta que foram roubados segredos comercial e documentos internos de 5 empresas e um sindicato.

procurador-geral Eric Holder, citado pela BBC, referiu que o alegado «hacking» aconteceu na Westinghouse Electric, US Steel, Alcoa Inc, Allegheny Technologies, Solar World e US Steelworkers Union.

O FBI garante que a operação levou a perdas significativas nas empresas e que provavelmente existirão mais empresas vítimas deste ciber-ataque.

O presidente norte-americano, Barack Obama, considera que os ciber-ataques são «uma ameaça real» à segurança e economia dos Estados Unidos. A China já veio negar as acusações e diz que também enfrenta ataques semelhantes.