As redes sociais estão a ser invadidas com fotografias da aurora boreal deste domingo no Reino Unido. O fenómeno, invulgar naquela região, encheu o céu noturno de cores e luz até ao sudeste de Inglaterra.

 

Estes fenómenos estão normalmente associados a países com temperaturas baixas como a Finlândia ou a Islândia. Segundo Amanda Townsend, assessora do Instituto de Meteorologia no Reino Unido, a aurora boreal desta noite aconteceu devido à combinação pouco provável de um conjunto de fatores.

“De vez em quando, os ventos solares atingem níveis mais altos do que o normal, o que gera partículas em movimento a maior velocidade, e nesta ocasião tal conectou-se bem com o campo magnético da Terra”, cita o jornal Telegraph.

 

 

A aurora boreal é um fenómeno natural criado pela colisão entre os eletrões, o oxigénio e o nitrogénio presentes na camada superior da atmosfera terrestre. Segundo a NASA, “assim que as partículas voltam ao seu estado normal são emitidos protões, pequenas explosões de energia na forma de luz”.

Apesar da aurora boreal já se ter afastado de Inglaterra, ainda poderá ser possível ver o céu iluminar-se de cor na Escócia.

“A parte mais forte da tempestade geomagnética passou e esta noite não será tão espetacular como na anterior. Agora os principais locais para ver a aurora boreal será no norte da Escócia”, disse Amanda Townsend.