As páginas na internet da polícia federal e do banco central da Austrália foram alvo de pirataria informática, alegadamente levada a cabo por «hackers» indonésios, informou esta quinta-feira a imprensa local.

Em comunicado, a polícia australiana considerou este ataque como «irresponsável«.

«Atividades como a pirataria, a criação ou propagação de vírus não são inocentes. Elas podem ter consequências sérias para aqueles que as realizam, como condenações e prisão», refere a nota policial.

Na Indonésia, centenas de manifestantes protestaram hoje em frente à embaixada da Austrália em Jacarta contra a alegada espionagem levada a cabo por esse país contra o Presidente indonésio, a sua mulher e ministros.

Durante o protesto, foram queimadas cópias de papel da bandeira da Austrália e dos Estados Unidos e os manifestantes exibiam cartazes em que se pedia a declaração de guerra contra Camberra e desculpas imediatas do primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, segundo a agência AAP.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano emitiu na noite de quarta-feira um alerta de viagem devido às «tensões políticas e agitação civil» na Indonésia, país com o qual as relações bilaterais vivem o pior momento desde 1999, quando Camberra enviou tropas para Timor-Leste.