Perguntam-me muitas vezes «qual é aquela tecnologia que vai ser mesmo revolucionária, mudar tudo, nos próximos tempos»? Eu acho que passa muito por aqui, pela impressão em 3D. Mesmo em termos filosóficos: se pensarmos bem, o Mundo fervilha todos os dias com carros e camiões e aviões e barcos, a levar coisas de um lado para o outro. Um dia, a maior parte desse esforço será desnecessário. Eu não preciso que me tragam do outro lado do mundo as calças de ganga. Em vez disso, compro um ficheiro, mandam-mo pela Internet, e depois imprimo-as em casa ou numa loja de fotocópias qualquer. Quem diz calças diz... tudo!

Eu gosto de pensar que isso vai mudar completamente a maneira como vemos o mundo. A posse, ter coisas! Deixa de ser tão importante, porque será demasiado fácil replicá-las. O importante vai ser a originalidade, o personalizado, o que ainda não foi imitado. Mas sobretudo, o importante vão ser as ideias. É a vitória dos criativos, em vez da força bruta.

Em Portugal também já há gente a trabalhar nesta área. É uma impressora barata - e lindíssima!, que aliás tem ganho prémios de design em todo o Mundo à conta disso mesmo.

Aqui há uns meses tive oportunidade de entrevistar a malta da BeeVeryCreative na última edição do SAPO Codebits.

Veja mais em NXT - o próximo passo