logotipo tvi24

Nove investigadores portugueses premiados pela Gulbenkian

Programa tem por objectivo incentivar a publicação em revistas internacionais de referência

Por: tvi24 / CP    |   2012-02-04 09:12

Nove investigadores portugueses foram premiados com um apoio do Serviço de Ciência da Fundação Gulbenkian, ao abrigo do Programa de Estímulo à Investigação e do Programa para a Internacionalização das Ciências Sociais em Portugal.

As distinções serão entregues segunda-feira, numa cerimónia que se realiza na Fundação Calouste Gulbenkian e conta com a presença do ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato.

O Programa de Estímulo à Investigação foi criado para estimular a criatividade e a qualidade na actividade de investigação científica.

Todos os anos são distinguidas as propostas de investigação de «elevado potencial criativo em áreas científicas, no âmbito das disciplinas básicas: Matemática, Física, Química e Ciências da Terra e do Espaço», segundo a Gulbenkian.

Este ano, o prémio na área da Química vai ser atribuído a Diana Mendes Freire, do Laboratório Associado REQUIMTE, da Universidade Nova de Lisboa, e a Cláudia Alexandra Guindeira Ferreirinha, do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto, da Universidade do Porto (UP).

Na Física, a Gulbenkian destacou o trabalho «Filodinâmica da gripe A: um modelo simples para um sistema complexo», da autoria de Tomás de Campos Aquino, do Centro de Física da Matéria Condensada da Universidade de Lisboa (UL), e a investigação de João Dias Caetano Silva, do Centro de Física da UP, intitulado «Em busca da solução analítica para a Teoria Padrão N=4 Super Yang-Mills».

A proposta de Andreia Filipa Torcato Mordido, do Instituto de Telecomunicações, sobre «Lógicas para Segurança de Informação», e de Jocelyn Lochon, do Centro de Estruturas Lineares e Combinatórias da UL («Supercaracteres e caminhos aleatórios em p-grupos»), foram escolhidos na área de Matemática.

Na área das Ciências da Terra e do Espaço, uma das vencedoras foi a jovem Ana Filipa Ferreira Bastos, do Instituto Dom Luiz, da UL, com o trabalho sobre «Influência da Variabilidade Climática na Dinâmica da Vegetação e no Ciclo de Carbono na região Euro-Asiática».

O trabalho de Noel Alexandre Fontes Moreira, do Centro de Geofísica de Évora (CGE),da Universidade de Évora («A zona de cisalhamento de Tomar-Badajoz¿Córdova no contexto das suturas variscas ibéricas») também será distinguido na cerimónia de segunda-feira.

Já no que toca ao Programa para a Internacionalização das Ciências Sociais, o prémio vai para Sofia Aboim, pelo artigo «Gender cultures and the division of labour in contemporary Europe: a cross-national perspective», publicado na Sociological Review.

O programa para a internacionalização das ciências sociais foi criado para incentivar a publicação em revistas internacionais de referência, abrangendo disciplinas tão variadas como antropologia, ciências da educação, ciência política, demografia, geografia humana, história, relações internacionais e sociologia.

Partilhar
EM BAIXO: Laboratório
Laboratório

Google: «direito a ser esquecido» ou censura?
A regulamentação europeia que admite que publicações antigas sejam apagadas a pedido está a levantar controvérsia no maior motor de pesquisa do mundo
NXT: NASA volta a testar protótipo «Morpheus»
Teste durou 74 segundos, o suficiente para o protótipo conseguir alcançar 142 metros de altura
Esqueça o paracetamol: não trata as dores de costas
Resultados de um estudo revelam a ineficácia do comprimido que tantos tomam para aliviar as lombalgias
EM MANCHETE
Portuguesa confessou que era procurada pela Interpol
Telma Garcia acusou amante que também está preso por suspeitas de envolvimento no crime ocorrida na Suíça
Notícia TVI: BES poderá recorrer à ajuda do Estado
Novos cortes nos salários aprovados na especialidade