Nove investigadores portugueses premiados pela Gulbenkian

Programa tem por objectivo incentivar a publicação em revistas internacionais de referência

Por: tvi24 / CP    |   4 de Fevereiro de 2012 às 09:12
Nove investigadores portugueses foram premiados com um apoio do Serviço de Ciência da Fundação Gulbenkian, ao abrigo do Programa de Estímulo à Investigação e do Programa para a Internacionalização das Ciências Sociais em Portugal.

As distinções serão entregues segunda-feira, numa cerimónia que se realiza na Fundação Calouste Gulbenkian e conta com a presença do ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato.

O Programa de Estímulo à Investigação foi criado para estimular a criatividade e a qualidade na actividade de investigação científica.

Todos os anos são distinguidas as propostas de investigação de «elevado potencial criativo em áreas científicas, no âmbito das disciplinas básicas: Matemática, Física, Química e Ciências da Terra e do Espaço», segundo a Gulbenkian.

Este ano, o prémio na área da Química vai ser atribuído a Diana Mendes Freire, do Laboratório Associado REQUIMTE, da Universidade Nova de Lisboa, e a Cláudia Alexandra Guindeira Ferreirinha, do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto, da Universidade do Porto (UP).

Na Física, a Gulbenkian destacou o trabalho «Filodinâmica da gripe A: um modelo simples para um sistema complexo», da autoria de Tomás de Campos Aquino, do Centro de Física da Matéria Condensada da Universidade de Lisboa (UL), e a investigação de João Dias Caetano Silva, do Centro de Física da UP, intitulado «Em busca da solução analítica para a Teoria Padrão N=4 Super Yang-Mills».

A proposta de Andreia Filipa Torcato Mordido, do Instituto de Telecomunicações, sobre «Lógicas para Segurança de Informação», e de Jocelyn Lochon, do Centro de Estruturas Lineares e Combinatórias da UL («Supercaracteres e caminhos aleatórios em p-grupos»), foram escolhidos na área de Matemática.

Na área das Ciências da Terra e do Espaço, uma das vencedoras foi a jovem Ana Filipa Ferreira Bastos, do Instituto Dom Luiz, da UL, com o trabalho sobre «Influência da Variabilidade Climática na Dinâmica da Vegetação e no Ciclo de Carbono na região Euro-Asiática».

O trabalho de Noel Alexandre Fontes Moreira, do Centro de Geofísica de Évora (CGE),da Universidade de Évora («A zona de cisalhamento de Tomar-Badajoz¿Córdova no contexto das suturas variscas ibéricas») também será distinguido na cerimónia de segunda-feira.

Já no que toca ao Programa para a Internacionalização das Ciências Sociais, o prémio vai para Sofia Aboim, pelo artigo «Gender cultures and the division of labour in contemporary Europe: a cross-national perspective», publicado na Sociological Review.

O programa para a internacionalização das ciências sociais foi criado para incentivar a publicação em revistas internacionais de referência, abrangendo disciplinas tão variadas como antropologia, ciências da educação, ciência política, demografia, geografia humana, história, relações internacionais e sociologia.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Laboratório
Laboratório

COMENTÁRIOS

PUB
Benfica vence Rio Ave por 1-0

Encarnados regressam às vitórias na Liga após derrota em Braga. Um golo fabuloso de Talisca, em momento memorável que fez levantar a Luz, deu a vitória ao conjunto de Jorge Jesus, ao 60 minutos. Na próxima terça-feira, águias recebem o Mónaco no Estádio da Luz