A Google anunciou esta quinta-feira que vai fechar o programa experimental dos óculos inteligentes Google Glass. No entanto, a equipa responsável garantiu que isso não significa o fim do projeto e que vai continuar a aperfeiçoar o produto, de forma a «entender o que é mais importante para os consumidores.»

Os óculos permitem aos utilizadores tirar fotografias, fazer vídeos e obter direções através do olhar. Os funcionários da empresa tiveram a oportunidade de comprar os Google Glass, por 1290,81 euros, antes do lançamento oficial. Mas vários opinion makers de tecnologia já teceram algumas críticas a estes óculos, levantando questões de privacidade dos utilizadores.

O projeto, iniciado nos Estados Unidos em 2013, foi adiado. A Google assegura que vai lançar os óculos inteligentes mas, em primeiro lugar, está o aperfeiçoamento do produto.