A «Google» anunciou o início de uma parceria com a «Luxottica», a companhia responsável pelos produtos Ray-Ban e Oakley, para criar um novo design dos óculos inteligentes «Glass».

O «novo» produto «vestível» da «Google» ainda não está disponível no mercado, mas o seu design já foi criticado pela indústria da moda, que o apelida de pouco «estiloso». Os óculos parecem destinados a um público restrito, e a empresa norte-americana acredita que a solução poderá passar por um novo design.

Segundo o «Telegraph», as duas empresas vão colocar engenheiros tecnológicos, designers de moda e profissionais ligados à indústria oculista no mesmo projeto, para criar a nova versão do «Glass»

«Vivemos num mundo em que a tecnologia mudou radicalmente a forma como comunicamos e interagimos em tudo o que fazemos. Mais importante, chegamos a um ponto em que temos um empurrão tecnológico e os consumidores a pedir pelos dispositivos «vestíveis» e aplicações», disse Andrea Guerra, chefe-executiva do grupo Luxottica.

«Acreditamos que é a altura de combinar as capacidades únicas, conhecimento profundo e qualidade do nosso grupo com os conhecimentos em tecnologia de ponta da «Google», para criar uma nova geração de aparelhos revolucionários», continuou.

O vice-presidente da Google e líder do projeto «Google X», Astro Teller, também revelou o seu entusiasmo pela nova parceria, e reconheceu as virtudes da «Luxottica» nos últimos 50 anos.

«A «Luxottica» construiu um legado impressionante nos últimos 50 anos ao desenhar, produzir e distribuir algumas das marcas de óculos mais reconhecidas hoje em dia. Estamos ansiosos para começar a parceria com eles, à medida que empurramos o «Glass» para um mercado emergente dos óculos inteligentes», disse Teller.

Apesar da parceria estar confirmada, ainda não há uma data para a disponibilidade destes novos «Glass».