As pessoas que partilham fotografias nas redes sociais dos próprios treinos físicos têm problemas psicológicos relacionados com a atenção e a autoestima. Cientistas da Universidade Brunel, em Londres, no Reino Unido, realizaram um estudo para avaliar o motivo pelo qual as pessoas partilham esse tipo de fotografias. Os resultados da pesquisa indicam que quem está sempre interessado em documentar as próprias atividades físicas tende a ser narcisista.

De acordo com o estudo, divulgado pelo jornal britânico Independent, o principal objetivo que leva as pessoas a publicar tais conteúdos é vangloriar-se sobre quanto tempo gastam a cuidar da aparência. Aparentemente, essas publicações têm mais “likes” (gostos) no Facebook do que outro tipo de posts.

“Os narcisistas que atualizam com frequência as suas façanhas são motivados pela necessidade de atenção e de aceitação”, conclui o estudo.

Deparar-se com imagens de rotinas de fitness de amigos e de familiares pode servir de motivação para alguns ou pode ser bastante irritante para outros. O elevado número de “likes” não significa necessariamente que todas as pessoas gostam de ver esse tipo de publicação.

De acordo com Tara Marshal, principal autora do estudo, os “likes” e comentários nessas publicações podem ser sinal de que os amigos do Facebook "educadamente oferecem um apoio, enquanto secretamente não gostam de tais exposições egoístas".

A equipa de cientistas ainda vai realizar mais estudos para examinar qual o impacto de publicar outros tipos de conteúdo nas redes sociais. Os investigadores irão analisar como temas específicos podem interferir na possibilidade de ter amigos e na personalidade das pessoas que publicam tais conteúdos.