Físicos da Universidade de Aveiro encontraram explicação para a “rotação caótica” de quatro das luas de Plutão, descoberta há dois meses por cientistas norte-americanos, anunciou esta quinta-feira fonte académica.

Em junho, uma investigação conduzida pelos cientistas Mark Showalter (Instituto SETI) e Doug Hamilton (Universidade de Maryland), dos Estados Unidos, desvendou que a rotação das luas Nix, Hydra, Kerberos e Styx, ao contrário do que acontece com as luas até agora descobertas de grande parte dos planetas, não é constante e varia de forma imprevisível ao longo do tempo.

Agora físicos da Universidade de Aveiro encontraram explicação para o fenómeno da sua “rotação caótica”, que é revelada no último número da revista científica "Astronomy & Astrophysics Letters".