Depois do Youtube e do Twitter, chegou a vez do Facebook revelar os momentos que marcaram o ano de 2015, divulgando a lista dos tópicos mais falados na rede social, este ano, e um vídeo sobre o ano “em que nos juntámos para fazer a diferença”.

O Facebook analisou a quantidade de vezes que os assuntos foram referidos nas publicações dos utilizadores para determinar os momentos mais relevantes de 2015, para o público.

A encabeçar a lista surge a eleição presidencial nos EUA, que terá lugar em 2016, mas que já gerou inúmeras polémicas nos últimos meses, devido, essencialmente, às afirmações de Barack Obama e às posições controversas de Donald Trump.

Em segundo lugar surgem os ataques de 13 de novembro, que comoveram o mundo e geraram uma onda de solidariedade por Paris, seguido do tópico não menos delicado da guerra na Síria e a crise dos refugiados.

O quarto assunto mais falado em 2015 foram os terramotos no Nepal. O top 5 encerra com a crise financeira na Grécia.

Mereceram ainda destaque assuntos como a legalização do casamento homossexual, nos EUA, que fez com que o Facebook se enchesse de arco-íris, os massacres no Charlie Hebdo e em Charleston. Os protestos em Baltimore e o Estado Islâmico foram ganharam especial relevância este ano.

A rede social anunciou que fez a compilação dos momentos que “nos comoveram e nos inspiraram”, este ano, para “relembrar o que ocupou a nossa mente em 2015 e a diferença que fizemos ao juntar-nos”.
 

E deixou uma mensagem: “Que nos mantenhamos juntos em 2016”.