O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que está na China no âmbito de uma viagem de negócios e promoção, causou surpresa ao expressar-se em mandarim numa conferência na Universidade de Tsinghua, em Pequim.

O jovem empreendedor participou numa conversa com alunos da universidade e começou por saudar a audiência com um "ni hao" (olá, em mandarim, a língua oficial chinesa), algo que muitos estrangeiros fazem por cortesia quando participam nos atos públicos no país asiático.

A diferença é que Zuckerberg continuou a falar em mandarim durante vários minutos, como mostra um vídeo que o próprio colocou no seu perfil no Facebook.