Piratas informáticos conseguiram entrar nas contas pessoais do Twitter e Pinterest do fundador e CEO da rede social Facebook, Mark Zuckerberg. Os hackers, que se identificaram apenas como “OurMine Team”, fizeram uma publicação no Twitter de Zuckerberg, este domingo, e alteraram o nome da página de Pinterest do norte-americano.

O acesso parece ter sido conseguido porque Zuckerberg foi um dos 160 milhões de utilizadores afetados por um ataque informático à rede social LinkedIn em 2012, quando milhões de passwords foram roubadas.

Hey, [Mark Zuckerberg]. Estavas na base de dados do LinkedIn com a password “dadada”. Prova por mensagem direta”, escreveram no Twitter.

As mensagens deixadas pelos piratas informáticos já foram apagadas, mas o utilizador do Twitter Ben Hall registou o momento. 

Como escreve o Business Insider, os hackers dizem ter atacado também a conta de Instagram de Zuckerberg, mas o Facebook já garantiu que nenhuma rede social do grupo foi atacada.

No entanto, a culpa deste ataque pode estar um pouco do lado de Zuckerberg. Tudo indica que o fundador do Facebook cometeu um erro “básico” no que toca à escolha de uma palavra-passe: além de curta era usada em várias plataformas. Mesmo que a password não estivesse na lista, “dadada” não é uma palavra-passe segura, já que por ser curta pode ser descoberta por programas que experimentam todas as combinações possíveis.