Uma equipa médica norte-americana conseguiu curar um cancro na medula óssea de uma mulher usando uma vacina do sarampo reforçada, segundo um artigo publicado esta quinta-feira na revista Mayo Clinic Proceedings.

No artigo, o hematologista Stephen Russell afirma que a equipa desenvolveu uma terapia que se aplica uma vez, cujo «resultado pode ser remissão do cancro a longo prazo».

«Nós acreditamos que ela pode ser uma cura em dose única», disse Stephen Russell sobre os resultados apresentados por uma paciente de 49 anos diagnosticada com mieloma múltiplo, um tipo de cancro que tem origem nas células plasmáticas, um tipo de glóbulos brancos.