Apesar do crescente incentivo a um estilo de vida mais saudável, marcado pelo exercício físico e por uma alimentação equilibrada, estudos revelaram que os níveis de obesidade têm vindo, mesmo assim, a aumentar.

Há uma grande preocupação com a comida e a atividade física, mas há muito mais além disso que contribui para o aumento de peso”, explicou Tammy Chang, professor assistente na faculdade de medicina da Universidade do Michigan, à revista Time.

Assim, que influência poderia ter a quantidade de água ingerida no aumento de peso? Chang e outros investigadores tentaram descobrir a resposta a esta questão, estudando os dados de 9 500 norte-americanos que responderam a Exames de Saúde e Nutrição. Além da alimentação, os dados davam também indicações sobre o nível de hidratação dos indivíduos estudados.

Após a investigação, conclui-se que cerca de 33% dos indivíduos que compunham a amostra não se encontrava devidamente hidratados e que esta percentagem apresentava um IMC (Índice de Massa Corporal) mais elevado do que aquelas que bebiam mais água.

Ainda que possam existir diversos motivos para ser feita esta ligação, um deles sugere que o consumo de água pode ajudar a controlar o peso: se se beber água antes de uma refeição, a pessoa consumirá menos calorias, uma vez que a água ocupou o espaço que, de outra forma, seria ocupado por comida.

Segundo Chang, a melhor forma de se saber se se está hidratado é de acordo com a cor da urina: quanto mais escura esta for, mais água precisa de beber. Contudo, beber água não é a única forma de promover a hidratação. Comer doses generosas de frutas e vegetais também é uma maneira de atingir este objetivo.

Apesar dos resultados, os investigadores alertam que a ligação entre o excesso de peso e a hidratação não está comprovada. De qualquer forma, segundo Chang revelou à revista Time, “manter-se hidratado é sempre bom”.