Um inquérito realizado em Portugal refere que 80% dos jovens já bloquearam alguém na internet, quase todos consideram incorreto publicar fotos embaraçosas e 75% pediriam ajuda se fossem incomodados, conclusões em que se baseia uma nova campanha.

A iniciativa, com o título "Pensa Antes de Partilhar", que hoje é lançada em Lisboa pela rede social e pela plataforma MiudosSegurosNa.Net, vai orientar os jovens, os pais e os educadores acerca da forma de melhorar a sua proteção e segurança online, ou seja, em ambientes digitais, e inclui um guia.

O estudo "Os Jovens Portugueses e o uso das plataformas sociais na Internet", que analisa os hábitos e comportamentos de mil jovens entre os 14 e os 18 anos, foi realizado pela Netsonda, a pedido do Facebook.

Revela que os mais novos acedem à internet maioritariamente através do telemóvel (85%) e do tablet (64%) e são mais ativos à medida que crescem, com o grupo dos 17 e 18 anos a ter uma média de 3,5 contas em plataformas sociais.

São 5% os jovens inquiridos que reconhecem ter enfrentado situações incómodas em alguma das plataformas sociais no último ano e, destes, 1,5% consideraram ser um problema sério.

Em caso de problemas, a primeira opção dos jovens seria pedir ajuda, com os pais no topo das preferências, seguindo-se os amigos e depois as autoridades.

Apesar de apenas 34% dos jovens assumirem que receberam informação sobre as ferramentas de privacidade (22% dos pais, 10% de outras pessoas e somente 2% dos professores), este tema é do seu interesse e 80% dos inquiridos disseram já ter utilizado a configuração de privacidade para bloquear alguém, percentagem que é mais elevada entre as raparigas, com 85%.

No que diz respeito à partilha de senhas ('passwords'), metade afirma que nunca as partilharia e a outra metade partilharia com os pais, com o melhor amigo ou com o namorado ou namorada.

Quando se trata da partilha de fotografias, a quase totalidade dos inquiridos (94%) considera não ser correto publicar uma foto negativa ou embaraçosa de alguém e 69% acha que o correto é perguntar sempre antes de publicar imagens de outras pessoas, mesmo que sejam boas.

Se recebessem comentários desagradáveis, 72% tentaria resolver o problema sozinho, contactando o autor, e 50% pediria ajuda, tendo o inquérito revelado que mais de metade dos jovens já alguma vez pediu a alguém que apagasse um conteúdo sobre si.

No guia "Pensa Antes de Partilhar", é disponibilizada informação com conselhos sobre como cuidar da privacidade, como e quando partilhar as suas publicações, o que fazer perante conteúdos enviados pelos amigos e como tomar a decisão sobre partilhar ou não.

Em caso de partilha de algo inadequado, o guia refere conselhos para lidar com o problema e solucioná-lo, e alerta que as senhas "não são um elemento de socialização e não devem ser partilhadas com ninguém", como cita a Lusa.