Um estudo dinamarquês indica que deixar de utilizar o facebook pode aumentar a felicidade. A pesquisa afirma que as pessoas que deixaram de utilizar a rede social, durante apenas uma semana, se sentiram mais felizes e satisfeitas com a vida do que as que, no mesmo período, estiveram conetadas.

O estudo envolveu 1095 pessoas na Dinamarca. O grupo foi dividido em duas partes: metade das pessoas continuaram a ter acesso ao Facebook, enquanto a outra metade deixou de utilizar a rede social.

"Escolhemos o Facebook, já que é a rede social mais utilizada por pessoas de todas as idades", explicou Meik Wiking, diretor do Instituto de Pesquisas sobre a Felicidade, à agência de notícias AFP.


Após uma semana de análise, os investigadores obtiveram resultados. A pesquisa aponta que 88% das pessoas que deixaram de estar conectadas ao facebook durante sete dias se sentiram mais felizes. Do mesmo modo, 84% das pessoas envolvidas disseram que conseguiam apreciar mais a vida. Porém, 12% das pessoas afirmaram estar insatisfeitas por não utilizar a rede social.

De acordo com o estudo, o facebook é o principal responsável pela falta de concentração das pessoas e pela vida social pouco ativa.

"Invés de nos concentrarmos no que precisamos, temos infelizmente o costume de nos concentrar nas coisas dos outros", disseram os autores do estudo.