Rebeccah Slater, que liderou este trabalho académico de pediatria, revelou que «o seu estudo não só sugere que os bebés sentem a dor, como até podem ser mais sensíveis à dor do que os adultos», cita o «The Guardian».