Portugal assinou um acordo com a NASA que vai permitir que estudantes universitários portugueses possam estagiar na agência espacial norte-americana, informou esta sexta-feira à Lusa o ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior.

Manuel Heitor, que termina hoje uma visita de cinco dias aos Estados Unidos, disse que o acordo foi assinado na segunda-feira e é válido para esta legislatura.

O ministro adiantou que o programa de estágios começa este ano com cinco estudantes, esperando estendê-lo, depois, a um maior número de alunos.

Caberá, em Portugal, à Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) lançar os concursos e financiar a bolsa de estágio. A NASA assegurará o alojamento.

Sem avançar com datas e o montante de financiamento, Manuel Heitor referiu que o primeiro concurso será aberto "nos próximos meses".

A FCT, entidade pública que subsidia a investigação em Portugal, na dependência do Ministério da Ciência, já coordena programas de estágios tecnológicos na agência espacial europeia ESA, no Observatório Europeu do Sul e na Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear/CERN.

 

Portugal e EUA acordam reforço de cooperação científica

Portugal e Estados Unidos acordaram reforçar a cooperação científica e tecnológica, que inclui a possibilidade de criar, nos Açores, uma agência de investigação internacional direcionada para as áreas do clima, da energia e do mar.

O Ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, Manuel Heitor, disse que os dois países se comprometeram a definir, "até ao final do ano", uma agenda científica e tecnológica comum, que inclua "a centralidade dos Açores como laboratório de aquisição de novos dados" sobre energia, clima e alterações climáticas e oceanos, com "ênfase no Atlântico".

Instalar uma agência de investigação internacional dos Açores... esse é um objetivo, para o qual abrimos o debate, faseado", afirmou.

Um primeiro encontro temático será realizado a 10 de junho, em Nova Iorque. Um segundo encontro decorrerá, no final de junho, nos Açores.

O ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior reuniu-se, a este propósito, em Washington, com o secretário norte-americano da Energia, Ernest Moniz, e com responsáveis do gabinete para a política científica e tecnológica da Casa Branca, da agência espacial norte-americana NASA e da fundação nacional para a ciência.

Nos encontros, Manuel Heitor esteve acompanhado pelo presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia, Paulo Ferrão.