Fernando Correia, docente do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, foi um dos ilustradores convidados para ilustrar uma coleção de selos das Nações Unidas, dedicada a espécies ameaçadas, anunciou esta segunda-feira fonte universitária.

O biólogo, que é também diretor do Laboratório de Ilustração Científica, concebeu quatro ilustrações científicas de mamíferos noturnos: Asian tapir (Tapirus indicus), Mongoose lemur (Eulemur mongoz), Flat-headed cat (Prionailurus planiceps) e Aye-aye (Daubentonia madagascariensis).

A emissão filatélica, lançada dia 10 pela United Nations Postal Administration (UNPA), representa a 21º edição de selos subordinados à coleção das espécies ameaçadas (Endangered species), desde que se registou o primeiro lançamento, em 1993, e constituiu, para colecionadores de todo mundo, "uma das mais apetecíveis" séries filatélicas.

A edição de 2013 foi dedicada a vertebrados noturnos que estão apontados como algumas das espécies que poderão desaparecer em breve, caso não sejam tomadas medidas urgentes para a sua conservação.

A série inclui ainda criações de outros dois ilustradores reconhecidos, Sara Menom (Itália) e Emily Damstra (Canadá) que completam o lote com mais oito selos.

Com estas emissões filatélicas, a UNPA procura sensibilizar o mundo para a necessidade de se protegerem as espécies de animais e plantas que se encontram à beira da extinção, principalmente por razões diretamente ligadas a ações do Homem.

«Possuir ilustrações científicas da nossa autoria incluídas em coleções editadas pelos serviços de tão reconhecida instituição internacional como as Nações Unidas é não só uma honra em si, como também um privilégio, por poder dar o meu pequeno contributo à tarefa de sensibilizar pessoas de todo o mundo para a premente problemática da conservação das espécies em perigo de extinção», comentou Fernando Correia em declarações à Lusa.