Neurocirurgiões, neuropsicólogos, anestesistas e enfermeiros do Hospital Universitário Regional de Málaga, em Espanha, fizeram história ao realizarem pela primeira vez na Europa, uma intervenção cirúrgica em que removeram um tumor no cérebro do paciente, enquanto ele tocava saxofone para evitar sequelas.

De acordo com o site 20minutos.es, a intervenção cirúrgica foi realizada no dia 15 de outubro e o paciente, Carlos Aguilera, de 27 anos, ajudou a equipa médica a identificar as áreas cerebrais relacionadas com a linguagem ao contar números, ler frases e interpretar fragmentos de peças musicais.

A operação, que durou 12 horas e contou com uma equipa médica de 16 pessoas, serviu para retirar um tumor na parte do córtex cerebral ligado à linguagem e o paciente foi mantido consciente e a tocar saxofone para evitar sequelas.

A Carlos Aguilera, que é músico de profissão, não foi dada qualquer anestesia geral, mas apenas uma sedação e analgésicos durante a intervenção cirúrgica. O objetivo foi mantê-lo acordado para se poder realizar a estimulação elétrica do córtex, o manto do tecido nervoso que cobre a superfície do cérebro.



Carlos Aguilera em conferência de imprensa em Málaga (Foto: EPA/Lusa)


Operado em outubro, o músico espanhol revelou esta quarta-feira as impressões com que ficou da cirurgia.
 

"Há dois meses estava deitado numa cama e agora posso decidir que vida me espera, como se tivesse voltado a nascer", disse Aguilera, em conferência de imprensa.


Apesar da complexidade da operação, o jovem disse que se sentiu "como se estivesse deitado na praia", pois não imaginava nada do que viu depois no vídeo da intervenção cirúrgica.

Na conferência de imprensa, Carlos Aguilera revelou que, enquanto era operado, tocou o tema de jazz “Misty” . O jovem aproveitou a ocasião e interpretou para os jornalistas três músicas com o saxofone, o seu instrumento de trabalho numa orquestra e que começou a tocar aos nove anos.