«Endangered Bodies», o grupo de ativistas que fez surgir a petição, criticou a rede social e conseguiu mesmo que o «smile» de bochechas avermelhadas fosse substituído pela opção «a sentir-se cheio/a», com um «smile» sorridente.

«As notícias dizem que as atualizações de status poderiam reforçar a imagem negativa sobre o corpo, particularmente em pessoas que lutam contra os transtornos alimentares. Por isso, nós vamos remover a opção «a sentir-se gordo/a». Vamos continuar a ouvir a opinião das pessoas sobre a melhor forma de as ajudar a expressar no Facebook, o que sentem», lê-se no comunicado do Facebook.

«Como alguém lutou com a imagem corporal, sinto-me muito feliz por de alguma forma ajudar a eliminar da internet o ódio do corpo envergonhado», acrescenta Weingarten.