A Sony Corporation, a multinacional japonesa de produção e desenvolvimento de produtos eletrónicos revelou, na quarta-feira, o seu interesse na criação de um robô capaz de gerar laços com humanos. Foi Kazuo Hirai, o CEO da empresa, que fez o comunicado durante uma reunião de estratégia corporativa da mesma, onde mencionou que a Sony se tinha reorganizado de forma a focar-se mais na robótica.

Apesar de ainda não ser muita a informação sobre este novo robô que a multinacional japonesa se propôs criar, algumas notas da apresentação indicam que a “Sony vai procurar propor novos modelos de negócio que integrem hardware e serviços que permitam criar experiências emocionalmente convincentes”, segundo o The Verge.

Os desenvolvimentos a nível deste ramo tecnológico são crescentes e têm-se feito notar. Ainda assim, a possibilidade de criar e gerir emoções, como o amor e o afeto, tem permanecido até então uma característica dos seres humanos.

Recorde-se, porém, que a robótica não é uma novidade para esta empresa: apesar de, em 2006, a Sony ter decidido abandonar este tipo de projetos, os cães-robot AIBO que desenvolveu alcançaram a capacidade de formar laços emocionais com os humanos, o que significa que a Sony é já muito experiente no mundo da robótica e que este novo projeto será, sem dúvida, interessante.

Ainda não há, contudo, previsões de quando será o lançamento do novo robô e de quanto vai custar àqueles que preferirem “robotizar” as suas relações.