Dezenas de milhares de pessoas assistiram ao eclipse solar, que nesta quarta-feira "começou" na Indonésia. O fenómeno atraiu os locais, mas também turistas e cientistas.

A Lua começou a movimentar-se entre a Terra e o Sol às 06:19 locais (23:19 de terça-feira, hora de Lisboa) em várias regiões do país, segundo indicou a agência indonésia de geofísica (BMKG), na sua conta na rede social Twitter.

À medida que a Lua passava entre o Sol e a Terra os céus foram ficando escuros. O eclipse total foi visível cerca de uma hora depois, ou seja, pelas 07:19 locais. 

Foram distribuidos mais de 4.000 pares de óculos próprios para a observação do fenómeno, mas não foram suficientes para o número de pessoas que encheram as ruas de Jacarta, onde o eclipse coincidiu com um feriado. 

Este eclipse solar total foi o décimo do século XXI. O anterior, em março de 2015, foi visível em Portugal apenas de forma parcial.

Os eclipses do Sol acontecem quando, vista da Terra, a Lua passa à frente do sol, ocultando-o. Dependendo do ponto do planeta onde se encontra o observador, o fenómeno pode ser total, anular ou parcial. O eclipse é total quando toda a superfície do sol fica coberta pela Lua.