A Lua vai nascer com menos brilho, esta segunda-feira, devido a um eclipse parcial. O fenómeno é visível em Portugal, mas não vai poder ser observado na sua totalidade

O início do eclipse é às 16:48 e atinge o auge às 19:21. Contudo, em Lisboa, a Lua só nasce às 20:35, quando já está na penumbra, portanto não será possível ver o eclipse na fase máxima. O espetáculo termina às 21:53, quando a Lua sai da penumbra.

Em Portugal continental e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira o eclipse será visível apenas na penumbra pois começa quando o nascimento da lua já se encontra dentro da penumbra”, pode ler-se no site do Observatório Astronómico de Lisboa.

Na Madeira, a Lua nasce às 20:57 e o fim do fenómeno é às 21:53. Já nos Açores, o nascimento da Lua é às 20:41 e o eclipse termina às 20:53.

Na Ásia, na Oceânia e no Leste de África vai ser possível ver o eclipse na sua totalidade.

O Observatório explica que o eclipse parcial da Lua “é um fenómeno celeste que ocorre quando a Lua penetra, parcialmente, no cone de sombra projetado pela Terra. Isto acontece sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos. O eclipse parcial da Lua só pode ocorrer quando coincide com a fase de Lua cheia e passagem dela pelo seu nodo orbital”.