Mais de um milhão de alunos já se inscreveu no programa e.escola, que visa a distribuição de computadores portáteis com acesso à Internet em banda larga, anunciou esta sexta-feira o Ministério das Obras Públicas, escreve a Lusa.

Em comunicado, o ministério tutelado por Mário Lino informa que até ao momento se registaram 1.031.904 candidaturas ao programa e.escola e que já foram entregues 700 mil portáteis, o equivalente a «70 por cento das solicitações».

200 mil entregues

Dos 700 mil portáteis entregues, «66 por cento foram distribuídos pela TMN, 19 por cento pela Optimus, 13 por cento pela Optimus e 2 por cento pela ZON», refere o Ministério das Obras Públicas, salientando que a operadora liderada por Rodrigo Costa só distribui portáteis da iniciativa e.escolinha.

O ministério refere também que foram entregues «mais de 200 mil computadores "Magalhães"» aos alunos do primeiro ciclo do ensino básico.

Lançado em Junho de 2007 no âmbito do Plano Tecnológico, o programa e.escola permite aos do 7º ao 12º ano de escolaridade, aos professores e aos adultos inscritos no programa Novas Oportunidades, adquirirem um computador portátil pelo valor máximo de 150 euros.