O site de vídeo Youtube e a editora discográfica Universal negoceiam a hipótese de embarcar numa «joint venture» para a criação de uma página dedicada exclusivamente à difusão de videoclips. Esta seria uma forma de pôr termo à relação, por vezes, conflituosa entre as duas empresas, noticia a Folha Online.

A Universal tentou no passado travar a partilha de vídeos de alguns artistas vinculados à editora no site do Youtube, alegando que a sua difusão infringia os direitos de autor. Se este projecto se concretizar será dado mais um passo para a adaptação da indústria discográfica às novas tecnologias, representando uma abordagem inédita no reconhecimento da afirmação da Internet enquanto veículo privilegiado para a divulgação musical.

Esta notícia sai no mesmo dia em que Tozé Brito, produtor e antigo músico, defende o corte das ligações de Internet, por parte dos operadores, aos utilizadores que descarregarem ficheiros de música ilegalmente, noticia a Lusa.

Tozé Brito acredita que «quando as pessoas ou as empresas compreenderem que o fornecedor de Internet lhes veda o uso, por causa de downloads ilegais, o fenómeno desaparecerá».