Uma nova pesquisa sobre o estado da camada de gelo da Antártida indica que a região perde 160 mil milhões de toneladas de gelo por ano, o dobro da taxa registada na última pesquisa, há quatro anos. Com esta taxa de desgelo, os níveis dos mares e dos oceanos do mundo podem crescer quase um milímetro por ano.

De acordo com a BBC News, a nova avaliação foi feita pela Agência Espacial Europeia a partir de dados do satélite CryoSat, que tem um radar projetado especificamente para medir a forma da camada de gelo. O radar indicou que a camada perde dois centímetros por ano.

Os cientistas referem que a área mais afetada é a Antártida Ocidental, onde os glaciares podem desaparecer completamente nos próximos séculos.