O Facebook está a ser acusado de plágio, depois de ter lançado a ferramenta «Rooms», que permite criar diferentes salas de conversação, onde os utilizadores podem participar de forma anónima.


Em causa está a aplicação para iOS «Room», lançada o mês passado e que passa também pelo mesmo conceito: «chats» que não requerem a identidade real dos seus utilizadores.


Damien Rottemberg, co-fundador da aplicação «Room» considera que não se trata de uma mera coincidência e admite avançar com medidas judiciais contra a empresa de Mark Zuckherberg.

«Temos a certeza que não é uma coincidência. Não percebemos como é que uma empresa como o Facebook, com todos os seus advogados, pode ter lançado uma aplicação com o mesmo nome e os mesmos recursos», declarou Rottemberg, em comunicado.
 
De resto, esta não é a primeira vez que a rede social é acusada de plágio. Quando o Facebook lançou o «Paper», uma aplicação para ler notícias, os criadores de «FiftyThree» alegaram que a ferramenta era uma cópia desta última aplicação.
 
A ferramenta «Rooms» do Facebook, também para iOS, foi lançada a semana passada, a 23 de outubro, e já é comparada a uma versão mobile do Reddit. Cada «room», ou seja, cada sala de conversação permite um feed de mensagens, vídeos e fotografias à semelhança do que já existe no Facebook ou no Instagram, mas subordinado a um determinado tema.