“Não é uma falha dos pais. Pensamos que ambos estão a ensinar os filhos a falar, mas de uma forma diferente”, explica Mark VanDam, um especialista em linguagem.

“Os pais acabam por complementar a aprendizagem da linguagem dos filhos.”