Os chefes da PlayStation normalmente não dão entrevistas. Mas o NXT conseguiu o improvável e esteve à conversa com Jim Ryan, o Presidente da Sony Computer Entertainment na Europa.

Uma oportunidade rara que aconteceu na Gamescom, a maior feira europeia de videojogos, em Colónia (Alemanha).

Numa altura em que a marca comemora os 10 milhões de PS vendidas em todo o mundo, Jim Ryan desvendou alguns dos segredos do sucesso e explicou a importância do mercado português para a Playstation.

«Sempre levámos Portugal muito a sério. Há muitos anos, quando fundámos a nossa empresa, pusemos gente boa no terreno.  É obviamente um país pequeno,  mas para nós,  é uma parte importante da Europa», afirmou.

Com o número de pessoas interessadas na criação de jogos a aumentar, Jim Ryan explicou como se chega a um padrão de qualidade suficiente para a PlayStation 4.

«O que a distribuição digital  tem de bom  é que nos permite  começar com muito pouco.  Temos equipas de pouco mais que  miúdos a trabalhar em garagens  e a fazer jogos.  Não vão fazer um «Destiny»  nem um «Call of Duty»,  mas amiúde conseguem algo divertido,  diferente, interessante.  E nós encorajamos isso», esclareceu.

O CEO da empresa, há 20 anos na PlayStation, admite que é difícil fazer previsões quanto ao futuro dos videojogos, mas admite que este será cada vez mais digital. 

«Penso que o futuro será cada vez mais digital. Teremos mais distribuição digital. Acredito que o velho modelo tradicional, com discos de jogos à venda nas lojas de retalho, continuará a ser importante durante mais uns tempos, nomeadamente em sítios como Portugal, onde a qualidade da banda larga é muito variável», referiu.