Um estudo de cientistas da Universidade de St. Andrews, na Escócia, revelou novas provas de que os golfinhos se chamam pelo «nome». Os animais usam um assobio único para identificarem cada um dos outros no grupo.

Vincent Janik e os restantes investigadores descobriram que os animais respondem quando ouvem o seu próprio assobio reproduzido.

Acredita-se que este seja o primeiro registo deste tipo de comportamento em animais, refere a Lusa.

O estudo é publicado esta terça-feira na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Vanik diz que os golfinhos «vivem num ambiente tridimensional, ao largo da costa e sem quaisquer referências visuais e precisam de se manter em grupo. Estes animais vivem num ambiente em que precisam de um sistema muito eficiente para se manterem em contacto», cita a agência.