Uma empresa britânica desenvolveu um combustível à base de café que vai ser aproveitado por todos os autocarros a diesel em Londres. A startup bio-bean contou com o apoio da petrolífera Shell e da Argent Energy, uma produtora de biodiesel do Reino Unido.

O projeto piloto, desenvolvido em conjunto com a autoridade dos transportes de Londres, já produziu cerca de 6.000 litros de óleo de café. Para se ter uma ideia, esta é a quantidade que um autocarro precisa durante um ano. 

Determinados grãos de café são altamente caloríficos e contêm compostos valiosos, que os tornam numa matéria-prima ideal para produzir combustíveis limpos”, sublinha a empresa no sue website.

A startup utiliza os grãos do café que sobram de restaurantes, fábricas e cafés e transporta-os para um espaço de reciclagem. Aí, os grãos são secos e é extraído o óleo. De seguida, é tudo misturado com outros combustíveis para criar o biocombustível B20, que está pronto ser utilizado sem alterações nos autocarros a diesel.

É um grande exemplo do que pode ser feito quando começamos a imaginar o lixo como um recurso inesperado", afirmou o fundador Arthur Kay.

A bio-bean estima que a Grã-Bretanha produza cerca de 500 mil toneladas de café por ano, sendo que grande parte dela é desperdiçada e acaba em aterros, contribuindo para a poluição do ar.