A amplitude do aumento do nível do mar, em consequência do aquecimento dos oceanos, tem sido subestimada e é quase o dobro do que tinha sido anteriormente calculada, alertaram hoje cientistas alemães.

O aquecimento global provoca violentas tempestades, explicaram os cientistas, cujos resultados do estudo foram publicados na revista da Academia Americana de Ciências.

O nível do mar pode subir devido ao degelo e à expansão da água com o aquecimento.

Até agora, os investigadores estimavam entre 0,7 e 1 milímetro o aumento anual do nível do mar associado ao aquecimento global.

Mas, depois de lerem atentamente os mais recentes dados de satélite, referentes ao período entre 2002 e 2014, concluíram que o nível do mar aumentou anualmente 1,4 milímetros.
 

“Até agora, subestimamos até a ligação entre o aquecimento global e o aumento do nível do mar”, afirmou o professor universitário Jurgen Kusche, um dos autores do estudo.


O aumento do nível do mar, por todas as causas, foi de 2,74 milímetros por ano.

“O degelo das calotas polares contribuiu para o aumento de 1,37 milímetros por ano”, explica o estudo.