Engenheiros norte-americanos descobriram uma maneira eficaz de produzir energia elétrica a partir de águas residuais utilizando micróbios que digerem matéria orgânica, foi esta segunda-feira divulgado.

Os responsáveis pelo estudo da universidade de Stanford, divulgado pela AFP, esperam que esta técnica venha a ser usada nas estações de tratamento de águas residuais e na remoção de poluentes orgânicos em «zonas mortas» nos oceanos e lagos.

Este protótipo de laboratório é limitado no momento, estando num tubo do tamanho de uma pilha, com elétrodos negativo e positivo, imerso num recipiente de águas residuais onde estão as bactérias.

Ao consumir partículas de resíduos orgânicos, estes micróbios agrupados à volta do elétrodo negativo são capturados pelo elétrodo positivo da bateria.

«Chamamos a este processo de pesca de eletrões», refere Craig Criddle, professor do departamento de engenharia civil na Universidade de Stanford, na Califórnia, um dos principais autores da pesquisa, citado pela AFP.