Um pequeno asteroide com 30 metros de diâmetro vai passar junto à Terra pela segunda vez em menos de três anos, no dia 5 de março, mas sem perigo de poder embater no nosso planeta.

Cientistas da Agência Espacial Norte-Americana (NASA) preveem que o asteroide 2013 TX68 pode passar a uma distância da Terra entre 17.000 a 14 milhões de quilómetros. Uma previsão pouco específica, mas que é justificada pelo facto da última observação do astro ter durado apenas três dias, quando passou pelo planeta a 6 de outubro de 2013.

Ainda assim, isso significa que desta vez o astro pode passar mais perto do que em 2013, já que a estimativa mais baixa é bem menor do que a distância real a que passou do planeta nesse ano, quando "voou" a 1,3 milhões de quilómetros da Terra.

“Uma vez que não foi observado durante muito tempo, os cientistas não conseguem prever a sua orbita à volta do Sol de forma precisa, mas sabem que não vai embater com a Terra durante a próxima passagem”, informou a NASA numa publicação no seu site oficial.

As próximas visitas deste asteroide também não preocupam os cientistas. Devem acontecer em 2017, 2046 e 2097, com apenas uma hipótese “extremamente remota” – 1 em 250 milhões - de poder embater no nosso planeta a 28 de setembro de 2017.

Os investigadores esperam diminuir esta probabilidade ainda mais, quando voltarem a observar o asteroide no próximo mês.