Uma equipa de investigadores de Taiwan realizou, com êxito, testes clínicos em animais com amiodarona, um fármaco utilizado contra a arritmia cardíaca, como tratamento eficaz contra o cancro do fígado.

A amiodarona combate os tumores no fígado por via do fomento da autofagia, o processo através do qual as células se desfazem em componentes desnecessários, explicou hoje o professor de Imunologia e Microbiologia da Universidade Cheng Kung, Liu Hsiao-sheng, que lidera a equipa de especialistas.

A equipa de especialistas descobriu que o fomento da autofagia aumenta as probabilidades de sobrevivência dos pacientes com cancro do fígado, num estudo com 46 doentes e desde então que procura medicamentos que produzam este efeito.

Após realizar testes clínicos em animais com diversos tipos de medicamentos, a equipa de Taiwan concluiu que a amiodarona era a mais eficaz em induzir a autofagia e a combater o crescimento dos tumores do fígado.

Atualmente, os investigadores estão a levar a cabo análises a pacientes, esperando resultados positivos para que seja aprovada a comercialização da amiodarona como tratamento anticancerígeno.

O custo do tratamento do cancro hepático com amiodarona será 200 vezes inferior ao dos fármacos atuais e causará menos efeitos secundários, disse Liu Hsiao-sheng, citado pela agência Efe.