O Centro de Inclusão digital Cyber-senior, da Fundação Otília Murta Lourenço e marido Dr. José Lourenço Júnior, foi distinguido pelo Júri do Prémio Maria José Nogueira Pinto em Responsabilidade Social, como o projeto que melhor corresponde ao conceito “socialmente responsável na comunidade em que nos inserimos”.

O júri, presidido por Maria de Belém Roseira e constituído por mais seis personalidades, considerou que este projeto era meritório, “numa altura em que muitos idosos não têm acesso ou são iletrados em relação às novas tecnologias. A Fundação propõe-se formar esta população através interacção próxima com jovens estudantes”, refere um comunicado.

Para além do primeiro prémio, o júri atribuiu três menções honrosas entre os 78 projetos de responsabilidade social levados a concurso.

O primeiro prémio tem um valor pecuniário de 10.000 euros. Cada menção honrosa ganha 1.000 euros.