Casey Baumer travou uma luta com a Google depois de descobrir que a empresa tinha usado o seu nome em todos os documentos de exemplo.

Tudo começou há cerca de dois anos, quando a jovem recebeu uma chamada de uma amiga a perguntar-lhe porque é que o nome dela era o nome dos seus Google Docs.

Eu não fazia ideia do que ela estava a falar", contou Baumer ao Business Insider, acrescentando que, no entanto, não tardou a descobrir.

Ao longo de todos os templates - ou documentos de exemplo - o nome "Casey Baumer" aparecia no topo dos mesmos, seguido de texto aleatório para exemplificar a aparência do documento.

Se realmente olharem para os documentos, ao invés de só lerem o nome, é claro que nenhum deles é verdadeiro. Mas, claramente, as pessoas não os lêem". 

O que podia ter sido uma decisão inofensiva - ou criativa, como lhe chamou a empresa -, acabou por criar uma verdadeira dor de cabeça à jovem, que passou a receber mensagens diárias de desconhecidos que a acusavam de invadir as suas contas ou de ser a amante do marido e ter deixado documentos no computador deste.

Enquanto algumas mensagens eram divertidas, outras deixaram Casey desconfortável e, há cerca de dois meses, a jovem decidiu tentar tornar uma mensagem viral para conseguir que a empresa mudasse o nome dos documentos.


E conseguiu. Depois de meses de batalha, um porta-voz da empresa revelou que foi dado início a um processo de atualização dos nomes dos templates.