Depois da Google e outras marcas como a BMW e a Volvo, agora também a Toyota decidiu experimentar um carro completamente autónomo, isto é, um veículo que não necessita de um condutor.

Segundo informações do «Estadão», o teste foi realizado esta terça-feira, pela ministra holandesa Melanie Schultz, que viajou por ruas públicas daquele país, num destes veículos.

O carro circulou no meio de outros dois, numa espécie de comboio que desfilou pelas ruas de Amesterdão.

O sistema inovador funciona com câmaras, radares e outros sensores que se ligam ao controlo de trânsito daquela cidade.

A invenção promete reduzir acidentes normalmente causados por erro humano, menos trânsito e menor consumo de combustível.

Apesar de o carro não necessitar de qualquer ajuda humana para chegar ao destino, o veículo pode ser operado por um condutor se este achar necessário.

Após o passeio, a ministra não poupou elogios à invenção: «É uma inovação maravilhosa.»

«Quando os carros se comunicarem uns com os outros e, simultaneamente, puderem acelerar ou travar evitando travagens e acelerações bruscas, o trânsito certamente vai fluir mais suavemente», afirmou a ministra.

«Estes carros vão poder circular juntos como se formassem um comboio ferroviário nas estradas aproveitando melhor os espaços disponíveis e com mais segurança», afirmou Schultz.

Apesar do sucesso da experiência, ainda não está definida a data para que estes veículos estejam disponíveis para todos.