O atleta olímpico Bruce Jenner, que se apresentou na segunda-feira como Caitlyn Jenner, bateu o record de seguidores no Twitter em apenas quatro horas, de acordo com a Guiness World Records. Em exatamente quatro horas e três minutos, a nova conta ganhou um milhão de seguidores, ultrapassando o recorde de Barack Obama, que conseguiu o mesmo número de seguidores, mas em cinco horas.
Já a sua  página de Facebook conta com mais de 500 mil seguidores e milhares de comentários de apoio. 

Aos 65 anos, Bruce Jenner foi a primeira celebridade americana a apresentar-se como transgénero numa entrevista à ABC, com Diana Sawyer, em abril passado.

Depois de revelada a sua nova imagem, Caitlyn afirmou no Twitter estar muito "feliz depois de uma longa luta" para viver o seu verdadeiro eu. "Bem vinda ao mundo Caitlyn. Mal posso esperar para que a/me conheçam”.
 
Em declarações à Vanity Fair, o antigo atleta afirmou que o título da capa “Call me Caitlyn” representa uma frase de libertadora da transição.

"O Bruce tinha sempre de dizer uma mentira. A Caitlyn não tem segredos. Assim que a Vanity Fair sair, estou livre".


O apoio da família


Se nas redes sociais Caitlyn Jenner não tardou a ser considerada "heroína nacional", a família não tardou em mostrar o seu apoio. Kim Kardashian, enteada de Bruce, e Kendall Jenner, filha, foram as primeiras a manifestar o seu orgulho na decisão que o pai tomou para a sua vida.
 
Para além da família, também várias celebridades se juntaram às manifestações de apoio, entre elas Barack Obama. O presidente dos EUA - que foi destronado por Caitlyn Jenner no Twitter - usou a rede social para elogiar a coragem de Bruce.