Google lançou um novo programa de recompensas para incentivar piratas informáticos (ou outros interessados) a encontrarem falhas em aplicações populares da Play Store, com o objetivo de melhorar a qualidade da loja. A nova iniciativa de “caça de bugs” irá permitir aos interessados recolherem um prémio mínimo de 1000 dólares (849 mil euros) por cada bug encontrado nas aplicações de topo da loja, promete a Google.

De acordo com a Sky News, o Google Play Security Reward (assim se designa o novo programa) é diferente dos que já existem atualmente e que recompensam quem encontra falhas em sites ou sistemas operacionais. A nova iniciativa destina-se em exclusivo a aplicações presentes na loja oficial do Android e só contempla quem encontrar falhas que coloquem a segurança da app e dos seus utilizadores em risco. Outros tipos de falhas, como itens no menu que não funcionam, objetos do interface fora do local, por exemplo, não são do interesse da Google.

O novo programa também é diferente de outros já existentes porque abre um canal direto de comunicação com as empresas responsáveis por cada app e o envio de relatórios para a plataforma HackerOne. Ou seja, coloca os premiados em contacto direto com os programadores das aplicações, já que as falhas necessitam de ser relatadas aos programadores, que poderão depois reportar as mesmas para o programa da Google e, desta forma, recompensar quem as encontrou.

Mas esta oferta não se aplica a todas as apps no topo das tabelas de downloads da loja. Numa fase inicial, a oferta do programa apenas se aplica às aplicações Dropbox, Duolingo, Line, Snapchat, Tinder, Alibaba, Mail.ru e Headspace.

No futuro, a empresa espera vir a trabalhar com mais programadores para aumentar o portefólio de aplicações suportadas dentro do programa.