A experiência está a ser desenvolvida pela marca de cosméticos L’Oreal e a Organavo. A parceria pega em células para criar o tecido artificial.

“A nossa parceria não só traz avanços nos métodos in vitro como uma evolução na segurança dos produtos e da sua performance, para além do potencial que é todo este novo campo da tecnologia e investigação”, disse um dos responsáveis da marca de cosméticos citado pela Wired.