Documentos divulgados pelo «The Guardian» mostram que a Microsoft tem colaborado ativamente com a Agência Nacional de Segurança (NSA) norte-americana.

De acordo com os documentos, facultados por Snowden, a empresa ajudou a NSA ao dar permissão para ter acesso a comunicações e emails do Outlook, incluindo o Hotmail.

A empresa de Bill Gates teve também acesso ao Skydrive, com milhões de utilizadores, e ao Skype, de forma a permitir que o FBI tenha acesso a conversas áudio e vídeo.

No caso dos americanos, é necessário um mandato. Para estrangeiros, basta a suspeita para ter acesso às contas e seus conteúdos.