Piratas informáticos russos leram, no final do ano passado, mensagens de correio eletrónico não classificados de ou para o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, noticia o “New York Times”, citando altos funcionários norte-americanos.

Os hackers também acederam ao sistema de comunicação não classificada do Departamento de Estado, entraram nos arquivos de e-mail de pessoas da Casa Branca e talvez até de pessoas de fora com quem Obama comunica regularmente, indicou o jornal.

As autoridades norte-americanas reconheceram, no início do mês, que, no final de 2014, houve uma intrusão, mas relativizaram o incidente assegurando que dados classificados não tinham sido afetados.

A notícia vem confirmar que as mensagens confidenciais não foram hackeadas. No entanto, as fontes garantem que os piratas russos conseguiram ter acesso a informações sobre negociações e agenda política.

O email de Obama não foi invadido, mas sim os dos seus correspondentes.