A revista Forbes confirmou sexta-feira ter sido alvo de um ataque informático que deixou a descoberto os dados dos utilizadores registados na sua plataforma de Internet, numa ação reivindicada pelo grupo Syrian Electronic Army.

Os piratas informáticos, que dizem apoiar o Governo do Presidente sírio asseguraram que conseguiram copiar as bases de dados com os milhões de nome de utilizadores da Forbes, correios eletrónicos e senhas de acesso ao portal da revista e publicaram exemplos desses ficheiros numa conta do Twitter.

Num primeiro momento pretenderam vender o conteúdo do ficheiro, mas depois disseram que iria revelar a informação publicamente na Internet.