Pensava-se que o cometa ISON se iria desintegrar após uma passagem próxima do sol, mas os especialistas dizem que o astro, ou pelo menos parte dele, pode ter sobrevivido.

Tanto a NASA como a Agência Espacial Europeia detectaram o aparecimento de material brilhante, depois do ISON contornar o sol.

As análises indicaram que se trata de, pelo menos, parte do núcleo do cometa. Contudo, ainda é cedo para concluir se o ISON vai sobreviver. Os especialistas dizem que isso só se vai ficar a saber nos próximos dias. Para já o apelidam um cometa zombie ou morto-vivo.